Filipa Filipe quer mais qualidade na educação

A responsabilidade do município de Santarém na educação e os problemas desta, levaram a candidatura de cidadania, apoiada pelo BE, a reunir com a delegação do Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL).
Filipa Filipe manifestou a sua “solidariedade com os professores quanto ao congelamento de carreiras e aposentação dos professores. Existem diversos casos de professores que estão como contratados há 15 e até há 20 anos, estando impedidos de progredir na carreira e recebendo apenas o índice de contratação”.
A candidata valorizou “positivamente o facto de o governo anunciar a contratação de 200 psicólogos educacionais para as escolas através do Programa Operacional de Capital Humano (POCH). Contudo, para colmatar outras necessidades deveriam existir também psicólogos clínicos a trabalhar com as crianças e jovens nas escolas”. Filipa Filipe referiu ainda que “faltam estruturas de apoio no concelho para que a escola possa fazer os reencaminhamentos mais adequados”.

E evidencia a negativa transferência de competências na educação para a câmara

Outro dos temas abordados foi a descentralização de competências na educação. Foi consensual que “as competências curriculares, pedagógicas e contratação dos recursos humanos sejam docentes ou não, devem ser da responsabilidade das escolas e não dos municípios” declarou Filipa Filipe.
Para a candidata “a situação específica dos assistentes operativos nas escolas revela escassez de auxiliares nas escolas e rotatividade para dar assistência noutras escolas”. A psicóloga clínica candidata pelo Bloco refere ainda que “outro problema se prende com o facto de muitos auxiliares serem recrutados com vínculos precários através de contratos de emprego-
inserção, não tendo o perfil necessário para integrar as funções da comunidade escolar e mantendo-se sempre precários”. “Está provado que a competência de contratação de pessoal não docente passar para a autarquia não resolveu nem resolverá o problema dos recursos humanos”.
Paulo Chora, Graça Isabel, Fabíola Cardoso, Francisco Cordeiro e Vítor Franco acompanharam Filipa Filipe na reunião com o Sindicato dos Professores.